Antes da Porcaria chegar para matar e deixar

         



Por Gilson Nogueira
o país em que nasceu JK entre os mais enlutados do mundo, por causa dela, a vida na pátria amada seguia seu rumo ( êpa! ) entre trancos e barrancos em quase todos os setores de atividade humana. Os animais irracionais, certamente, não estão entendendo nada do que ocorre em volta deles. Os cães que habitam residências de norte a sul diferem dos que vivem nas ruas. Os privilegiados nunca passearam tanto e os vagabundos sumiram. Uau!, exclamo, para onde foram?, pergunto. Certamente, fugiram para algum lugar desconhecido. Os nascidos em canis esplêndidos passeiam com seus donos presos nas coleiras. Merecem. No lar, entre tapas e beijos, proporcionam aos seus donos um favor imenso como companhia e vigilantes de plantão 24 horas, na cidade. O pequeno espaço que dispõem para o lazer "doméstico" deve deixá-los, imagino, loucos por uma saidinha devidamente presos nas suas coleiras. Seus donos, pacientemente, fazem o que eles pedem. Xixi, destaca-se na rotina junto ao côcô caninamente correto, ou seja, no asfalto, quando dá, com seu cuidador, mais que antes, recolhendo a obra em sacos plásticos, uma das mil e uma utilidades deles, cada vez menores e mais frágeis.

Os vadios que vi passeando na minha rua, logo que retornei do Rio das "lindas flores que nascem morenas em jardins de sol", não mais apareceram. O que aconteceu com eles?, pergunto-me, super interessado em saber que estão bem. Pois é, em tempo de Pandemia, alertar os órgãos encarregados da proteção de animais visando a integridade deles é necessário. Os alegres cachorrinhos e cachorrões da Capital do Berimbau merecem todo o carinho da sociedade. Eles enfeitam a Vida. Nos Estados Unidos, algumas cidades construiram parquinhos para exercícios e "lazer" deles. Marley, o de minha netinha americana, está ficando velhinho e adora passear no que fica perto do aeroporto. Pelo Zap, ontem, o doce Marlinho latiu, em português, um dos idiomas que "fala, sugerindo-me: " Gilsåo, fale com o prefeito Bruno Reis para construir um parque porreta no Campo Grande!" "O que temo, desde logo, é ver marmanjos desocupados tomando o lugar de vocês", respondi. E ele: "Junto com João Gilberto, feliz aniversário!
------------------------------------- 
Jornalista