PT Salvador distribui 3 mil quentinhas em ato nacional

         



Em ato nacional contra a fome, o PT Salvador, com o apoio da Central única dos Trabalhadores (CUT), distribuiu na quarta-feira (26) 3 mil quentinhas de feijoada em diversos bairros de Salvador. A ação fez parte do Ato nacional ‘Vacina No Braço, Comida no prato’, que aconteceu em diversas cidades do Brasil, denunciando o governo Bolsonaro pelos altos índices de mortes por Covid-19, desemprego e insegurança alimentar.

O ato nacional também denunciou a retirada de recursos da educação e da saúde, as privatizações e a crise econômica e reivindicou o retorno do auxílio emergencial de R$ 600, a vacinação, emprego, direitos sociais e trabalhistas, e contra a reforma administrativa (PEC 32).

A ação de solidariedade aconteceu nos bairros do Uruguai, Fazenda Coutos, Federação, Boa Vista de São Caetano, Rio Vermelho, Liberdade e Pernambués. A moradora do Uruguai, Luciane Santana, destacou a importância da iniciativa. “Essa ação do PT é o retrato de Lula, que sempre ajudou o pobre. Se Lula fosse presidente, não estávamos passando por isso. Lula tem que voltar para o sofrimento do pobre acabar”, disse. A dona de casa Elinalva, moradora de Paripe, também ressaltou “Depois de Bolsonaro, a gente só faz cair, diminuir. Volta Lula”, declarou.

Para o presidente do PT Salvador, a ação é uma forma de aliviar a fome de muitos e de revolta contra a gravidade social que o país atravessa. “O negacionismo e descaso do Governo Bolsonaro chegaram ao limite, levando o Brasil a um caos sem precedentes em todas as áreas. Essa mobilização nacional de denúncia e solidariedade é um basta a esse governo e uma forma de socorrer milhares de famílias brasileiras afetadas pelas crises sanitárias, econômica e social”, disse Ademário.
Da Tribuna