Jornalistas fazem protesto em busca de vacinar os profissionais. MP dificultou

         



O Ministério Público Federal entrou no processo e impediu quer a categoria fosse imunizada, mesmo depois que a Comissão dos Intergestores Bipartite (CIB) havia liberado. Hoje o Sinjorba - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia começou a convocar os jornalistas e radialistas de todo estado para promoverem um protesto pela vacinação contra a Covid-19 da categoria. Um ápagão`está sendo sugerido na participação presencial da imprensa amanhã, quarta-feira (2).

O Sinjorba propões apenas o trabalhjo remoto e publicadas apenas as notícias de utilidade pública.

O presidente do Sinjorba, Moacy Neves, disse que o protesto tem o objetivo de mostrar os impactos da não realização do trabalho presencial da imprensa e criticou a recomendação do Ministério Público Federal (MPF), que impediu a imunização do grupo, anteriormente liberada pela Comissão.


Na Bahia, 26 jornalistas e radialistas perderam a vida pela doença e mais de 400 foram contaminados. Desde a recomendação do MPF, cinco profissionais da imprensa morreram com o coronavírus nas cidades de Feira de Santana, Juazeiro, Xique-Xique, Itamaraju e Santo Antonio de Jesus.