Num jogão de seis gols o Bahia empatou com Bragantino

         



Por Zedejesusbarreto
Foi uma partida frenética, jogada em alta rotação até o final. Gols anulados, golaços de lado a lado, viradas de marcador, falhas de goleiros, um placar de 3 x 3 e um empate achado aos 40 minutos num chutaço de Jonas, de longe, acertando o canto. Emocionante.

O Braga começou sufocando o Tricolor, mas levou dois gols em dois minutos, Gilberto inspirado. Mais ofensivo, ocupando melhor os espaços e sabendo tirar proveito dos erros do adversário, o time paulista virou para 3 x 2 na segunda etapa, amassando o inimigo, mas... O Bahia não se rendeu e achou um bom empate, diante das circunstâncias do jogo.
*
Com o resultado, Bahia e Bragantino chegam a quatro pontos, na segunda rodada, que tem como líder até aqui o Atlético de Goiás que venceu bem as duas primeiras e está jogando bem. A rodada segue, é só o começo desse Brasileirão que promete.
**
Dois outros jogos na noite de sábado:
- Atlético (GO) 2 x 0 São Paulo; Santos 3 x 1 Ceará.
*
Com a bola rolando ...
Tempo bom em Bragança Paulista, noite limpa e um bom gramado no Nabi Abi Chedid. O Braga nunca perdeu em casa pro Bahia
Mal começou ...
Aos 2 minutos, o meio campo tricolor se complicou numa saída de bola, pressão, bola roubada, Artur recebeu avançado, encarou, cortou para o meio e meteu a canhota. O goleirão Claus aceitou, papou por baixo. 1 x 0 ? O árbitro do apito, alertado pela arbitragem de vídeo, foi checar o lance. Teria havido uma falta na roubada de bola no meio campo?
Olhe o VAR ! o gol foi anulado, o árbitro constatou irregularidade no lance, vendo e checando o vídeo. O gol não valeu.
Um Bahia atrapalhado, meio campo e defesa confusos, o Bragantino em cima, forçando, dominando, atacando em alta velocidade, num ritmo estonteante, com passes de primeira, profundos e explorando Artur na direita, destroçando Mateus Bahia. Até os 10 minutos o Bahia não via a cor da bola. Sufoco! Daí ...
- O primeiro bom lance do Bahia aconteceu aos 14’, numa arrancada de Rossi, lançado por Rodriguinho na direita; o avante foi derrubado quase na linha da área. Na sequência ...
- Gol ! 1 x 0 Bahia. Galdezani bateu a falta na barreira e voltou a alçar na área; Gilberto subiu livre na pequena área e testou para as redes, abrindo o placar. Aos 17’.
Mal recomeçou ...
- Gol ! 2 x 0 Gilberto ! Um golaço do artilheiro, arrematando da entrada da área, no canto, em jogada individual pelo lado esquerdo. Aos 18 minutos.
Assim é o futebol, surpreendente. O Braga massacrando na frente e ... levou dois gols em dois minutos. Mudou tudo. O problema era que o Bahia marcava mal, sobretudo do lado esquerdo defensivo, erros coletivos e individuais.
Daí, aos 21’...
- Gol ! 2 x 1, Artur. A defesa aberta, roubada de bola no meio campo, e Artur recebeu em profundidade pela direita, sem marcação; meteu o pé direito, meio desajeitado, a bola saiu rasteira, aquele chute mascado entre o goleiro e a trave, mas Claus aceitou. A bola passou por baixo dele. Falhou feio.
Aos 23’, bola alçada na área baiana, Claus, nervoso e inseguro, saiu muito mal e a bola entrou, mas ... houve impedimento no lance, outro gol anulado do Braga, o VAR em ação.
A partida continuou quente. O time da casa queria jogo, atacava, pondo correria, ritmo intenso, sem dar sossego ao adversário. O Tricolor até contragolpeava bem, com Rodriguinho e Gilberto inspirados, mas se complicava atrás, muito confuso e sem encaixe na marcação, a defesa apanhada sempre descoberta, pressionada todo tempo, safando-se de qualquer maneira.
*
Um primeiro tempo frenético. Ainda bem que fomos para os vestiários, merendar, com o placar favorável. O RB Braga foi melhor. No intervalo, muito trabalho para Dado Cavalcanti. Era preciso corrigir a marcação, sobretudo em cima de Artur (que tal voltar com Capixaba no lugar de Matheus Bahia, irreconhecível?). Também melhorar a pegada no meio campo e acalmar o goleiro Claus, apavorado.
*
Segundo tempo. Dado colocou Jonas, mais marcador, no lugar de Galdezani, meio perdidão. O Tricolor chegou primeiro, aos 2’, com Gilberto infiltrado pela esquerda, exigindo boa defesa de Julio Cesar. Aos 4’, a resposta do Braga em bola cruzada, saindo a escanteio. Na cobrança ...
- Gol ! 2 x 2, Luan Cândido, subindo alto e escorando de cabeça, na linha da pequena área, escanteio cobrado da direita por Artur. Empatou. Aos 5 minutos.
O jogo continuava corrido, os paulistas marcando alto, pressionando já no campo inimigo, impondo ritmo. Vinte minutos de predomínio total do time da casa, o Bahia acuado.
- Gol ! 3 x 2, Cuello, acertando um belo chute da entrada da área, pela esquerda, no ângulo. Erro de Matheus Bahia na origem do lance, perdendo uma bola boba no meio campo. A virada aconteceu aos 23 minutos.
Com o placar adverso, o Bahia adiantou suas linhas, Dado fez as substituições dos mais cansados. Aos 30’, após escanteio da esquerda, Luis Otávio subiu e testou mas errou o alvo. Aos 33’, Artur bateu falta frontal focando o ângulo, mas Claus salvou, espalmando. Aos 36’, falta com bola levantada na área paulista, testada de Gilberto, pra fora. Haja correria, jogo aberto, lá e cá.
- Gol ! 3 x 3 , Jonas ! Aos 40’, recebendo bom passe de Gilberto e batendo forte, de longe, por baixo; acertou o canto.
Achamos o empate. Ufa !
*
Destaques
Rodriguinho, Gilberto, Guedes, Rossi e Jonas merecem. O goleiro Claus mostrou-se nervoso e inseguro. Matheus Bahia levou um passeio de Artur e errou tudo, uma jornada infeliz.
O RB Bragantino é uma equipe interessante pelo ritmo que impõe, pela marcação alta, a vocação ofensiva. Artur arrebentou.
*
Escalações
- Red Bull Bragantino : Julio Cesar, Aderlan, Ortiz, Natan L. Cândido; Lucas Evangelista, Jadson, Pedrinho; Cuello, Artur e Ítalo (Ramires, Alerrandro. Treinador, Maurício Barbieri.
- Bahia : Mateus Claus, Guedes, Conti, Luis Otávio e Matheus Bahia; Patrick (Lucas Araújo), Thaciano (Alesson), Galdezani (Jonas) e Rodriguinho (Ruiz); Rossi (Maikon Douglas) e Gilberto. Treinador, Dado Cavalcanti.
Arbitragem gaúcha, com VAR. No apito, Vinícius Gomes do Amaral. Boa arbitragem num jogo corrido, disputado, mas sem muitas faltas, leal.
*
Pela terceira rodada, o Bahia recebe o Internacional de Porto Alegre em Pituaçu, no domingo, dia 13, às 18h15.
Antes, na semana entrante (quarta-feira, 19h) tem o jogo de volta contra o Vila Nova, em Pituaçu, valendo classificação para a próxima fase da Copa do Brasil.
**
Pela segunda rodada da Série B o Vitória enfrenta o Náutico (PE) no Barradão, às 20h da segunda-feira.
**
Na terça à noite a Seleção Brasileira joga contra o Paraguai, em Assunção, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2022/Catar.
**

Foto: EC Bahia