Vacina cubana Abdala apresenta eficácia de 92,28% contra o coronavírus

         



O governo de Cuba anunciou na 2ª feira (21.jun.2021) que a vacina Abdala, contra a covid-19, tem uma eficácia de 92,28%, segundo dados dos últimos estágios do estudo clínico. O imunizante é aplicado em 3 doses. As informações são da Agência Cubana de Notícias.

As vacinas Soberana 2 e Abdala, produzidas por Cuba, tiveram resultados positivos em testes clínicos© Reprodução/Twitter: @DiazCanelB As vacinas Soberana 2 e Abdala, produzidas por Cuba, tiveram resultados positivos em testes clínicos
A Abdala é desenvolvida pelo Instituto Finlay de Vacinas e pelo CIGB (Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia) de Cuba. O presidente cubano Miguel Díaz-Canel Bermúdez comemorou a notícia em seu perfil no Twitter.

Ele lembrou que a outra vacina cubana que está em fase final de testes, a Soberana 2, também se mostrou eficaz contra o coronavírus. Segundo o governo cubano, a Soberana 2 apresentou eficácia preliminar de 62%. O resultado supera os 50% exigidos pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para que o imunizante seja utilizado contra a covid-19.

“Atingido por duas pandemias (covid-19 e bloqueio [econômico por parte dos Estados Unidos]), nossos cientistas de Finlay e CIGB, superaram todos os obstáculos e nos deram duas vacinas muito eficazes: Soberana 2 e Abdala”, disse Díaz-Canel.

Além das duas vacinas que já tem resultados de eficácia, Cuba tem outras 3 vacinas candidatas em ensaios clínicos. A expectativa é que os pedidos de autorização de uso emergencial para os 2 imunizantes sejam feitos à autoridade sanitária cubana nos próximos dias.

Até 12h20 desta 3ª feira (22.jun), Cuba contabilizava 169.365 casos de covid-19 e 1.170 mortes em decorrência da doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.
Do Poder360/Agência Cubana de Notícias