Eduardo Bolsonaro é suspenso pelo Facebook por ofensas

         



O Facebook suspendeu a conta do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) devido a uma postagem com frases que seriam atribuídas ao líder nazista Adolf Hitler. A punição teve início em 14 de de julho, mas só veio à tona nesta terça-feira. Ela impede o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de comentar e iniciar novas publicações.

Por ser reincidente, a punição ao parlamentar é de 30 dias – ele já havia sido suspenso por 14 dias por compartilhar um vídeo em que o presidente cita relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) com dados não comprovados para defender uma suposta subnotificação de mortes por covid-19.

De acordo com O Globo, Eduardo Bolsonaro recorreu nesta segunda-feira (19) à Justiça do Distrito Federal contra a rede social. Ele alega que não teve oportunidade para se defender das acusações.