Carlos e Flávio já homenagearam bombeiro amante da ex-mulher de Bolsonaro

         



Luis Claudio Teixeira da Silva, bombeiro militar, foi apontado como pivô da separação de Jair Bolsonaro e Ana Cristina Siqueira Valle. Ele teria um caso com a ex-esposa do presidente

Em 2003, Flavio Bolsonaro prestou homenagens a Luis Claudio na Alerj; o bombeiro atuava como segurança da família

No ano seguinte, 2004, Carlos Bolsonaro homenageou o bombeiro militar na Câmara de Vereadores

Luis Claudio Teixeira da Silva, bombeiro militar do Rio de Janeiro, é apontado como pivô da separação entre Jair Bolsonaro e Ana Cristina Siqueira Valle. Segundo relatos de Marcelo dos Santos, ex-funcionário da família Bolsonaro, a ex-esposa de Bolsonaro tinha um caso com o bombeiro, o que motivou o divórcio em 2007.

Próximo à família, Luis Claudio fazia a segurança da família no Rio de Janeiro e foi homenageado pelos filhos de Bolsonaro em duas ocasiões:

Homenagem de Flavio Bolsonaro
Em 2003, Flávio Bolsonaro pediu para que a Alerj concedesse a Luis Claudio Teixeira da Silva uma moção de louvor e congratulações, "pelos importantes serviços prestados ao Estado do Rio de Janeiro".

"Árdua é a missão daqueles que, com o sacrifício da própria vida, lançam mão de todos os meios ao alcance e tomam iniciativa de agir, com o propósito do seu esforço redundar em benefício de todos. Homem de aptidões realmente brilhantes, com fibra, espírito empreendedor e de excelência nobreza, faz o que deve ser feito, melhora o que pode ser melhorado, ajuda sem exigir ajuda: é o profissional que, ao lhe ser confiada uma missão toma a missiva sem hesitar", justificou Flavio em outubro de 2013.
Do Yahoo