Adolfo Menezes diz que “montanha de Bolsonaro pariu um rato”

         



O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, disse, hoje (7.09), que as manifestações convocadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, o deixam ainda mais isolado politicamente no país. “A ‘montanha pariu um rato’. Bolsonaro esperava 2 milhões de pessoas em Brasília, depois de diversas caravanas que foram financiadas pelo país inteiro durante dois meses, e não chegou a 100 mil. Em São Paulo, arregimentou gente de todos os municípios paulistas, mas não se viu o ‘mar de gente’ que ele apostava. Aqui, em Salvador, foi o mesmo percentual de sempre de bolsonaristas. Ou seja: a mesma bolha de apoio”, diz o chefe do Legislativo estadual.

Para Menezes, Bolsonaro tentou criar um novo fato político, mas só fez aprofundar ainda mais o isolamento. “Toda essa estratégia dele é para encobrir um governo inoperante, que não trabalha e que tem muitas explicações para dar sobre rachadinhas, orçamento paralelo e propinas na Saúde. E a convocação do Conselho da República é mais um blefe. O vice-presidente Hamilton Mourão, o presidente do STF, Luiz Fux, e do Senado, Rodrigo Pacheco, já avisaram que não vão”, diz o presidente da ALBA.