Salvador ganha loja conceito de produtos e serviços náuticos

         



Velejar, remar, passear de lancha pelas ilhas, mergulhar são atividades em alta. No mar, com ar puro, sem aglomerações e em contato com a natureza, a procura por essas atividades náuticas cresceu muito em todo o mundo, desde que começou a pandemia. Para oferecer uma experiência completa aos praticantes de esportes náuticos, os empresários Wallace Hamilton Wicks e Agatha Wicks inauguram nesta quinta-feira, dia 9, na Bahia Marina, a Z6 Náutica Conceito, uma loja focada em produtos e serviços do setor, seja para o velejador, o dono de lancha, o praticante de remo ou Stand Up.  A inauguração, para convidados, acontece das 18h às 21h, ao som do DJ Santz. Na ocasião, o navegador Aleixo Belov também estará autografando todos os seus livros, que retratam suas voltas ao mundo a bordo de um veleiro, e estão disponíveis na loja.

“A nossa proposta é reunir num só lugar tudo que é necessário para montar, consertar e até mesmo decorar uma embarcação ou casa de praia”, explica o casal de empreendedores, que também são velejadores. A primeira unidade da Z6 funciona há 21 anos na Marina e Estaleiro Aratu, criada por Wallace Hamilton Wicks por influência dos passeios de barco em família e do seu pai, um amante do mar.

“Com a pandemia, muitas pessoas mudaram seus hábitos de vida. O mar se tornou um refúgio e uma das poucas formas de lazer possível, isolada, segura, em contato apenas com a natureza, para muitas famílias que têm embarcações ou passaram a aluga-las ou praticam esportes como o remo e o SUP”, conta Agatha Wicks. “As atividades náuticas foram as únicas opções disponíveis durante um bom tempo e isso acabou criando um novo público para este mercado”, pontua.

Além de contar com suprimentos para quem pratica esportes náuticos e para quem tem embarcações, a loja também disponibiliza todo suporte de prestação de serviços, como pintura de embarcações e manutenção de motores. A Z6 reúne desde óculos de mergulho e camisas UV até itens de hidráulica, iluminação, ancoragem, salvatagem, reparo de barcos e decoração náutica.

Na loja, também é possível alugar veleiros e lanchas para passeios na Baía de Todos os Santos.

De acordo com o casal de empreendedores, o mercado náutico da Bahia tem um potencial imenso para expansão. “Além de termos as maiores baías, temos boas condições de navegação praticamente o ano inteiro”, esclarecem.

Mercado náutico

Ao contrário de muitos setores que foram duramente atingidos pela pandemia do Covid-19, o setor náutico registrou um aumento considerável em 2020 e segue com tendência de crescimento em 2021. De acordo com dados da Associação Brasileira de Construtores de Barcos e Implementos (Acobar), o mercado nacional de barcos cresceu em torno de 20% em 2020 em relação a 2019.  O aumento da aquisição de embarcações reflete em toda cadeia náutica, elevando também a busca por suprimentos para montagem e manutenção de barcos, assim também como a decoração náutica, uma tendência no setor.  

 

Turismo náutico na pandemia

Com o distanciamento social que o momento exige, uma das tendências do setor é o turismo náutico. A busca por aluguel de embarcações (lanchas e veleiros) para passeios de um dia pelas ilhas da Baía de Todos os Santos (Ilha de Maré, Ilha dos Frades, Loreto) e Por do Sol no MAM  aumentou consideravelmente em 2020 e 2021. Com a locação, é possível ter a embarcação disponível com um marinheiro habilitado para passar um dia com segurança, em contato com a natureza e longe das aglomerações das praias.

Bazar Náutico

No sábado, dia 11, das 8 às 16 horas, a Z6 volta a promover, na sua unidade da Marina Aratu, o Bazareco, Bazar Náutico com a participação de cerca de vinte expositores. O bazar, sem fins lucrativos,  é uma oportunidade para quem quiser vender ou trocar artigos náuticos ou embarcações novas ou usadas. O bazar acontece duas vezes por ano, mas estava suspenso desde o início da pandemia.


Para mais informações, acessar o site www.z6nautica.com.br ou as redes sociais (Facebook e Instagram) da Z6 @z6nautica.