Presidente da ALBA participa de reunião com o governador e presidentes de Consórcios públicos





O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, participou, na segunda-feira (27.09), no auditório do Cimatec, em Salvador, de uma reunião de trabalho entre a Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia (FECBahia), o governador Rui Costa, o vice João Leão, secretários de Governo, os presidentes da União das Prefeituras da Bahia (UPB), Zé Cocá, e da FECBahia, Wilson Cardoso. Vinte e oito prefeitos que presidem os Consórcios regionais estiveram no evento, além de parlamentares estaduais e federais.

“Estamos aqui nesta tarde, juntamente com os Consórcios, que estão lá na ponta e sabem onde o calo aperta, como as coisas funcionam, para tentar agilizar as reivindicações. Tivemos muitos anos de investimentos, em educação, saúde e outros setores. É claro que falta muita coisa, mesmo quando se faz muito, e nós temos é que continuar”, disse Adolfo Menezes, ao saudar os presentes. Para o chefe do Legislativo estadual, nunca se investiu tanto na Bahia como nos últimos anos e a implantação dos Consórcios descentralizou as decisões, para benefício da população do interior.

“Precisamos, de forma apartidária, fortalecer os consórcios públicos da Bahia. O governador Rui Costa tem se entusiasmado com a força da nossa união e tem visto estes organismos coletivos como principais elos de desenvolvimento econômico e social. Pela primeira vez na história, os 28 presidentes dos Consórcios do estado estão reunidos com o governador na mesma mesa, compartilhando conquistas e soluções para minimizarem as dificuldades enfrentadas pelos municípios”, destacou o presidente da FECBahia.

“Os Consórcios são uma inovação administrativa e de gestão e a Bahia se consolida como exemplo nacional. O de Saúde está absolutamente consagrado, tem gerido as Policlínicas regionais, e nós estamos consagrando agora os Consórcios multifinalitários, que vão desde infraestrutura, a regularização fundiária, apoio a agricultura familiar e queremos avançar nos de resíduos sólidos, para colocar a Bahia no lugar que merece do ponto de vista ambiental e de saúde pública”, afirmou o governador.