Cúpula do PSL aprova convenção conjunta para oficializar fusão com o DEM





A executiva nacional do PSL aprovou, por unanimidade, a convocação de uma convenção conjunta com o DEM para oficializar a fusão entre os dois partidos. O evento está previsto para acontecer na próxima quarta (6), em Brasília. Na semana passada, o DEM já havia tomado decisão semelhante, também por unanimidade.

Sob o comandado de Luciano Bivar, a nova sigla, se oficializada, terá em 2022 os maiores fundos eleitoral e partidário do país e o maior tempo de propaganda na televisão. Entre as prioridades está o desejo de lançar um candidato próprio à Presidência no ano que vem. Figuram no páreo o apresentador José Luiz Datena, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

As cúpulas de DEM e PSL querem oficializar a união das legendas até outubro e estimam que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) levará de três a quatro meses para homologá-la. O futuro partido, no entanto, precisará de tal confirmação até abril para disputar o pleito.
Do Metro1