Pastor Valdemiro é condenado por dizer que governador fez pacto´





Valdomiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, foi condenado a pagar R$ 35 mil por danos morais ao governador da Bahia, Rui Costa (PT). Segundo o pastor, o político “fez pacto com o capeta”, por isso determinou restrições sanitárias que afetavam as igrejas.

A declaração de Valdomiro foi dada em um programa de televisão, transmitido em 24 de março de 2020.

As decisões tomadas por quase todos os governadores do Brasil visavam restringir a circulação e evitar a aglomeração, especialmente em ambientes fechados.

Veja também: MPF manda retirar do ar vídeo de ‘feijão da cura’ do pastor Valdemiro

A ideia era a de “achatar a curva” e impedir um colapso no sistema público de saúde, como ocorreu em Manaus.

A defesa de Valdemiro, como era esperado, alegou liberdade de expressão e que a declaração não se referia a Rui Costa.

A sentença é assinada pela juíza de direito Indira Fábia dos Santos Meireles, da 1ª Vara Cível e Comercial de Salvador.

“A uma, que não é preciso ser nenhum expert para vislumbrar que, a todo momento em seu programa, o que fora dito pelo requerido foi sim, direcionado ao Governador da Bahia, ora autor desta demanda”, diz a juíza.