Médico cria dossiê defendendo os procedimentos dos dentistas que fazem rinomodelação





Segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, a cirurgia plástica nasal é a cirurgia mais procurada e realizada no país, superando a lipoaspiração. Dessa forma, muitos profissionais acabam direcionando seus esforços e conhecimentos para o nariz, devido a alta demanda do mercado.

Buscando maneiras de modelar o nariz, muitos estão também se submetendo a cirurgias de rinomodelação realizadas por cirurgiões-dentistas, que oferecem uma oportunidade menos invasiva e mais acessível para a população. Assim, a questão em pauta foi discutida a respeito das complicações da rinomodelação.

No Brasil, segundo dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO), existem 331.502 dentistas no país, sendo a média por habitante de 634 brasileiros para um dentista, tornando um dos lugares do mundo que mais oferece esse tipo de profissional no mercado.

No programa do Fantástico, Ludmila Delfino da Rosa fez uma rinomodelação e alega que teve complicações no pós-cirurgico. Assim, ela está processando sua dentista, a Dra Milene Priolli Satriani. Está registrado desde 2019 que cirurgiões dentistas com cursos especializados podem fazer Harmonização Orofacial, que é o caso da Dra Milene, que é especialista em rinomodelação.

Diante disso, um grupo de advocacia fez um dossiê com 250 dentistas que ofereciam em suas redes sociais esses tipos de serviço e querem agora tentar acabar com a resolução de 2019 realizada pelo Conselho Federal de Odontologia. Além disso, a reportagem visa indicar que os dentistas não estão aptos a fazerem as cirurgias nasais.

Em meio a situação, o Dr. Thiago Marra, membro da Associação Brasileira de Médicos Pós Graduados - ABRAMEPO, e membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Plástica, e especialista em rinoplastia, realizou um novo dossiê contestando a reportagem e o relato.

A análise foi realizada e se provou que não há falhas técnicas dos cirurgiões-dentistas em si. Assim, o Dr. Marra entrou em defesa dos dentistas e criou o primeiro curso online do Brasil ministrado por um médico para profissionais da área da saúde se especializarem em rinoplastia e rinomodelação, para diminuir a discriminação que dentistas não são capazes de operar o nariz, incutindo um conhecimento especializado para eles, além de abrir o mercado para estes profissionais. ‘‘Percebi ao longo dos anos um muro entre dentistas e médicos. Até hoje a disputa é grande, e eu quero ser um dos que estão dispostos a propagar o ensino, os dois profissionais são necessários atualmente, e nada impede que um auxilie o outro, já que temos o mesmo propósito’’.

Thiago ainda comenta que a competição está relacionada também com o combate a reserva de mercado, justificando que segundo ranking da CWUR (Center for World University Rankings), o Brasil possui as melhores universidades de odontologia do mundo. Além disso argumenta que todos os profissionais têm direito a se especializar e a realizar os procedimentos desde que tenham comprometimento com a vida do paciente e qualificação profissional. “Assim como os dentistas, eu também fui perseguido incansavelmente pela reserva de mercado. Isso tem que parar”, comenta ao informar que para jogar um jato de água fria nessa briga. Na contramão dessa disputa, seu dossiê de apoio à classe odontológica serve como uma ação coletiva com dentistas de todo o Brasil, assim como a recém-inaugurada Associação de Dentistas Especialistas em Cirurgias Estéticas da Face.

’Portanto, o meu curso é feito para disponibilizar mais conhecimento, principalmente aos cirurgiões-dentistas, sei que a problematização da reserva de mercado muitas vezes impede isso, mas quero quebrar as barreiras e democratizar as práticas cirúrgicas entre ambos os profissionais. Temos a oportunidade de mudar a vida das pessoas para o melhor, e isso é possível se nos tornarmos profissionais capacitados em conhecimento e prática, é isso que eu quero fornecer e mudar. Mudar para melhor.’’

 

Serviço:

Link para cadastro na ABRAPO: encurtador.com.br/mHOWX

Sobre a ABRAPO: O objetivo da Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde contra a Reserva de Mercado é promover ações jurídicas e midiáticas a favor das prerrogativas de dentistas e médicos, bem como combater atos ilegítimos de reserva de mercado.