Brasil vence Colômbia e está na Copa





Por Zedejesusbarreto
Líder absoluto, 34 pontos ganhos, invicto, o Brasil venceu a Colômbia ( 1 x 0) em São Paulo e carimbou o passaporte para o Mundial de 2022, no Catar. Classificado matematicamente com cinco rodadas antes de fechar a competição. É a única seleção presente em todas as copas realizadas desde 1930.

O gol saiu no segundo tempo, dos pés de Paquetá, após ótimo passe de Neymar. Não foi um jogo brilhante, mas a seleção de Tite foi superior, mereceu o triunfo.
*
Neo Quimica Arena/SP
O Brasil de amarelo e a Colômbia de azul. Arquibancadas cheias.
Clássico sul-americano, rivalidade, jogo pegado, como sempre. O Brasil com mais posse de bola e atuando mais no campo adversário, mas os colombianos encaram, marcam forte e são habilidosos (Cuadrado, Diaz...), perigosos quando atacam. Até os 20’, nenhum trabalho para os goleiros. Muita briga pela bola e pouca criatividade ofensiva.
- Aos 26’, Paquetá arriscou de longe, Ospina catou fácil. Aos 28’, Neymar foi derrubado na meia lua, cobrou a falta e carimbou a barreira. Aos 35’, em boa jogada de Raphinha pela direita, Danilo bateu cruzado e baixo, a bola desviou na zaga e foi no poste de Ospina, na melhor chance brasileira até então. Aos 38’, Cuadrado limpou a marcação e rolou pra Diaz que chutou colocado, pelo alto, tirando casquinha do travessão de Alisson, já vencido. Aos 46’, Neymar cobrou escanteio da esquerda, subiram Paquetá e Marquinhos, bola testada raspando a trave de Ospina.
*
Mais disputa, corpo a corpo, que inspiração. Jogo duro no primeiro tempo, muitas faltas de lado a lado. O Brasil teve mais presença ofensiva e posse de bola, mas criou poucas chances de finalizar.
*
No intervalo, Tite ousou. Tirou o apoiador Fred, já com cartão amarelo, e lançou o atacante Vini Jr, do Real Madrid. Dois pontas, abertos, e time teoricamente mais ofensivo. Paquetá e Neymar atuando pelo meio, como meias armadores. Mudanças táticas também, pois. Mas o Brasil continuava lento e burocrático.
- Aos 12’, Neymar bateu falta de longe, Ospina triscou e a bola foi na rede, por fora. Aos 18’, Tite pôs Matheus Cunha e Anthony em campo; saíram Gabriel Jesus e Raphinha. Metade da segunda etapa, o Brasil inteiro na frente mas sem conseguir finalizar bem. Anthony fez boa jogada pela direita, aos 25’, cruzou, a testada de Mateus pra fora.
- Gol ! 1 x 0 Brasil, Paquetá, aos 27’. Roubada de bola de Marquinhos no meio campo, o toque de primeira de Neymar achou Paquetá no meio da área inimiga; o tapa também de prima, no canto, Ospina tocou mas a bola foi nas redes. Bom trabalho coletivo.
Aos 36’, Anthony desbravou pelo lado e Mateus Cunha finalizou, prensado pelo zagueiro. Aos 42’, Vini Jr tabelou com Neymar, entrou de cara, driblou o goleiro mas se desequilibrou e perdeu o gol. Aos 45’, Mateus brigou pela bola, sobrou para Anthony que tentou deslocar o goleiro, mas Ospina evitou o gol. Um Brasil absoluto, sobretudo no segundo tempo.
*
Destaques
Danilo, Marquinhos, Casemiro e, sobretudo, Paquetá, com boas atuações. Anthony e Vini Jr entraram bem. Neymar já não é o mesmo quando tenta as jogadas individuais, os dribles, o pique em velocidade, mas o toque de primeira para o gol de Paquetá foi primoroso e decisivo; é dele, sempre os lances mais criativos.
Casemiro, punido com cartão amarelo, não enfrenta a Argentina.
*
Escalações
- Brasil: Alisson, Danilo, Marquinhos, Tiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred (Vinícius Jr), Paquetá (Fabinho) e Neymar; Raphinha (Anthony) e Gabriel Jesus (Mateus Cunha). Treinador, Tite.
- Colômbia: Ospina, Cuadrado, Sanchez, Muñoz e Mojica (Cuellar); Tesillo, Barrios e Moreno (Muriel); Diaz (Martinez), Zapata (Borja) e Lerma (James). Treinador, Reinaldo Rueda.
- Arbitragem argentina, com VAR; no apito, Roberto Tobar.
*
Na próxima terça o Brasil enfrenta a Argentina, em San Juan.
*
Outros confrontos:
- Equador 1 x 0 Venezuela; Paraguai 0 x 1 Chile; Peru 1 x 0 Bolívia (mais tarde). E nesta sexta, Uruguai x Argentina.
**
Foto: CBF