Vitória vence Cruzeiro e já dorme fora da zona





Por Zedejesusbarreto
Os 3 x 0 em cima do Cruzeiro é para comemorar, sobretudo nessas circunstâncias e jogando bem diante da torcida, inflamada. O time venceu quatro das sete últimas partidas, encontrou um bom ritmo e uma estratégia de jogo competitiva e que tem dado resultado. Mais, um tabu de 12 anos (sem ganhar do Cruzeiro) foi quebrado e três pontos ganhos, acumulando o Vitória agora 40 pontos ganhos, subindo para o 16º lugar, dormindo fora da zona de sufoco, o que há muitas rodadas não acontecia. Mas a rodada segue.

O torcedor foi à loucura no Barradão, festejou mesmo sob chuva.
*
- Na cabeça da tabela, Coritiba, Botafogo, Guarani e Avaí ... Goiás e CRB na cola.
- Brusque, Londrina, confiança e Brasil de Pelotas são os quatro últimos. Brusque e Londrina ainda jogam e podem (ambos com 38 pontos), caso vençam, passar o Vitória.
*
No Barradão
Uma noite nublada dominical de primavera (25 graus); choveu pela manhã, campo molhado em boas condições, torcida já numerosa e animada nas arquibancadas (cerca de 18 mil presentes). Máscaras? Quase ninguém usando.
- O rubro-negro inteiro de branco e o Cruzeiro todo de azul.
*
Com bola rolando ...
Um Leão pilhado, motivado, faminto. Antes de 1 minuto, David recebeu em profundidade, pela direita, e encheu o pé, pra fora. Aos 2’, Fabinho tamancou de fora e acertou o travessão de Fábio.
- Gol ! 1 x 0 Vitória, aos 4 minutos. Falta cobrada da lateral esquerda por Marcinho, a bola desviou na cabeça de Thiago e enganou o experiente goleiro Fábio. Gol contra. Não podia ser melhor.
- Gol ! 2 x 0 Vitória, aos 7 minutos. Roberto foi ao fundo, pela esquerda, rola pra trás e David escora de frente, ampliando.
Foram 10 minutos arrasadores, só deu Vitória, inteiro no campo de ataque, o Leão encurralando a raposa. Aos 18’, Eduardo bateu de longe, por baixo, assustando Fábio. Só aos 23 minutos o Cruzeiro chutou a primeira bola contra a ‘portera’ inimiga: Geovani, de longe, por cima. Aos 28’, Marcinho aprofundou-se pela esquerda, cruzou e David testou firme para espalmada de Fábio.
Aos 32’, saiu Marcinho, lesionado, entrou o garoto Álisson, pela esquerda ofensiva do Vitória que, aos poucos, foi se fechando atrás, na arapuca do contragolpe. Daí...
- Gol ! 3 x 0, David, aos 35’. Bruno tabelou e achou David penetrando pela esquerda, em velocidade; o chute saiu forte, cruzado, rasteiro, acertando o canto oposto.
Aos 39’, a primeira defesa um pouco mais trabalhosa de Lucas Arcanjo, num tiro da intermediária de Geovani, no chão. Encaixou. Aos 44’, Felipe Augusto tentou, Lucas Arcanjo pegou e não largou. Nem tentou outra, de longe, o goleirão baiano seguro.
*
Uma primeira etapa muito boa, imponente do Vitória. Absoluto em campo. O Leão entrou a mil, fez dois gols e foi pra moita, na espera do contragolpe fatal. 3 x 0 sem discussão. A Raposa ferida e sem forças no gramado.
*
No intervalo, Luxa trocou quatro: pôs Vitor Roque, Marco Antonio, Jean Victor e Marquinhos em campo no lugar de Nem, Norberto, Felipe Augusto e Leque.
E a bola voltou a rolar, agora com uma chuva fria e zangada a cair. O Vitória não diminuiu o ritmo. Aos 3’, após cobrança de falta pela lateral esquerda, Thalisson desviou, raspando o poste de Fábio.
Como nem a chuva nem as substituições fizeram com que a apática Raposa encarasse o Leão, Luxa queimou seu último cartucho: tirou Geovani e pôs Claudinho em campo. O Vitória com as rédeas, o controle da partida, imprimindo velocidade. Cedric entrou no lugar de Eduardo, mais marcação, mais pegada no meio campo.
- Aos 19’, outro chute de longe, nas mãos de Lucas Arcanjo. Fabio salvou gol de Roberto, aos 20’, depois defendeu bem o chute de Alisson. Depois, apareceu Lucas Arcanjo. Aos 24’, em duas defesas salvadoras, em sequencia. Aos 30’, catou falta frontal cobrada e, aos 31’, salvou cabeçada no rodapé, numa intervenção difícil.
Wagner Lopes sentiu a queda de agressividade da equipe e lançou três garotos, sangue novo: Marco Antonio, Caíque e Soares em campo (saíram Pedro, Fabinho e Bruno saíram). O time em campo suportou bem, até o final, com a torcida vibrando, gritando : “time guerreiro!”.
*
Destaques
Lucas Arcanjo, um paredão; a defesa continua sem tomar gols, positivo. João Pedro pela luta, Eduardo o mais técnico, Bruno com bons passes. Na frente , David iluminado, esperto.
- O Cruzeiro de Luxemburgo dá pena, a camisa azul desbotou total.
*
Escalações
- Vitória, o Leão : Lucas Arcanjo, Raul Prata, Wallace, Thalisson e Roberto; João Pedro, Eduardo e Bruno; Fabinho, David e Marcinho. Treinador, Wagner Lopes.
- Cruzeiro, a Raposa : Fábio, Norberto, Rodolfo, Brock e Felipe Augusto; Romulo, Lucas Ventura e Geovani; Leque, Thiago e Wellington Nem. Treinador, Luxemburgo.
- Arbitragem com VAR, de Goiás. No apito, Jefferson de Moraes.
*
Na penúltima rodada o Vitória pega o CRB (que briga no alto da tabela), em Maceió, numa segunda, dia 22, as 18h.
*
Pela Série A, o Bahia folga na rodada desse fim de semana por conta das mudanças de tabela feitas pela CBF. O time encara o Sport, na Ilha do Retiro, quinta-feira, dia 18, às 21 h.
*
Pelas Eliminatórias da Copa Catar 2022, o Brasil (já classificado e líder) enfrenta a Argentina, em San Juan, na terça-feira, às 20h30. No Brasil, o desfalque de Casemiro, suspenso com cartões amarelos. A Argentina, segunda colocada na competição e também praticamente garantida na Copa, deve jogar completa, inclusive com a presença de Messi, voltando aos poucos depois de um tempo parado por lesão.

**
Foto: EC Vitória