Chapa OABpraValer pede impugnação das candidaturas situacionistas por abuso do poder econômico





A chapa OABpraValer, do candidato Dinailton Oliveira, protocolou, no final da manhã desta quarta-feira (24), junto à comissão eleitoral, duas representações pedindo a impugnação das chapas situacionistas,encabeçadas por Daniela Andrade e Ana Patrícia, por abuso de poder político e econômico, no pleito que ocorre no Centro de Convenções de Salvador, em Armação, além da cessação de manifestações sonoras que contrariam o que dispõe o artigo 10, Incisos X e XI, daResolução 146/2001, do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

“Situação como essa eu jamais vi, numa eleição da Ordem, onde se contrata pessoas fora dos quadros da nossa advocacia, numa demonstração do abuso do poder econômico muito forte, com uso de banners, paredões, balões,camisetas, minitrios, distribuição de flores e lanches”,justificou Dinailton. Para o candidato, “na verdade, o que o advogado precisa é de serenidade para votar tranquilo, através de sua consciência, e saber qual a Ordem que ele quer, qual a Ordem que possa ser um instrumento para nos ajudar no exercício da nossa profissão”.