Presidente eleita da OAB da Bahia repudia ofensas a adversária





A presidente eleita da OAB da Bahia, Daniela Borges, repudiou as ofensas sofridas nesta quinta-feira (25) por sua adversária na disputa pela seccional, Ana Patrícia Dantas Leão.

Segundo Daniela, ofensas como essas, anônimas, não se justificam em nenhum contexto, nem mesmo em período eleitoral. "As campanhas devem ser feitas sem jamais extrapolar a civilidade. Nada justifica as ofensas que a colega sofreu. Isso não deveria acontecer nunca".

Daniela reforçou que as disputas se encerram quando acabam as eleições. “Agora temos apenas um lado: o da advocacia baiana, pela qual vamos lutar de forma incessante no próximo triênio", pontuou Daniela.

A presidente eleita lembrou ainda que seu grupo não havia definido nenhum nome de forma antecipada para concorrer às eleições deste ano. "Tínhamos muitos nomes que se colocaram à disposição, de colegas muito valorosos e que teriam todas as condições de fazer uma excelente gestão à frente da OAB. Mas nosso grupo não é personalista. E a escolha do meu nome e de Christianne Gurgel se deu após uma ampla consulta, ouvindo conselheiros seccionais, presidentes de subseções, dentro de um amplo processo democrático, como deve ser", concluiu.