Valmir quer recursos emergenciais e sem burocracia para atender famílias atingidas pelas fortes chuvas na Bahia





Em reunião de urgência com o presidente da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (28), em Brasília, o parlamentar baiano Valmir Assunção (PT) pediu recurso emergencial com fácil acesso e desburocratizado para atender famílias atingidas pelas fortes chuvas na Bahia. Ao lado do líder da bancada do PT na Casa, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), e da bancada de parlamentares baianos, Assunção detalhou ao presidente Arthur Lira (PP-AL) a preocupação com a situação no estado, que já decretou situação de emergência em 116 municípios. Valmir quer que as pessoas afetadas tenham o poder e as condições de reconstruir as suas residências e as cidades como um todo.

 

“As pessoas precisam reconstruir a vida delas e as gestões precisam reconstruir as cidades. Essa reunião com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, foi para expor a situação da Bahia. São mais de 116 municípios em situação de emergência, onde as pessoas perderam casas, fogão, colchão e cobertores, onde as pessoas estão sem poder se locomover por interdição de estradas e pontes que foram destruídas. Isso nós viemos discutir com o presidente da Câmara dos Deputados porque tem que ter recurso emergencial com fácil acesso e desburocratizar para que essas famílias tenham o poder e as condições de reconstruir as suas residências e as cidades como um todo e a vida”, explica Valmir.

 

O deputado baiano diz que vai continuar trabalhando para que o Poder Legislativo cumpra seu papel nessa situação de emergência na Bahia. Na tarde desta terça-feira, o Corpo de Bombeiros alertou para fortes enchentes nas cidades de Itambé, Canavieiras, Mascote e Cândido Sales com risco de alagamentos. A orientação é para que a população deixe as áreas de risco, alerta o comandante do Corpo de Bombeiros da Bahia, Adson Marchesini. A Bahia contabiliza 31.405 desabrigados e 31.391 desalojados, de acordo com dados enviados pelas prefeituras e totalizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec). O total de municípios afetados chega a 116, e o número de pessoas afetadas ultrapassa os 400 mil, além de 358 feridos e 20 mortos.