Deputados federais baianos discutem com presidente da Câmara criação de ‘fundo de catástrofe’ após tragédia com chuvas no sul da Bahia





Os deputados federais baianos se reuniram na manhã desta terça-feira (28) com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP) para discutir intervenções de ajuda aos municípios prejudicados pelas enchentes após fortes chuvas no sul da Bahia. Além das ações de imediato para o resgate de vidas, a criação de um fundo de catástrofe entrou em pauta após a tragédia.


O parlamentar, Alex Santana (PDT) explica que esse aporte financeiro vai observar o teto de gastos e é possível que vire uma ação permanente para o país. “Quando for passado esse momento emergencial, vamos nos debruçar sobre esse fundo, além de seguir no auxílio das regiões da Bahia com a reconstrução de pontes, recriação de casas ou bairros, além de estradas vicinais que vão entrar como obras prioritárias no orçamento da Casa”.

Até o momento, mais de 4 mil pessoas estão desabrigadas e outros 16 mil indivíduos estão desalojados em decorrência dos temporais das últimas semanas no sul da Bahia. Ao menos, 18 pessoas morreram desde o início das fortes chuvas.

Santana peticionou na Câmara Federal a flexibilização do aporte financeiro dos recursos advindos das emendas de bancada com o objetivo de auxiliar os 66 municípios da Bahia que se encontram em situação de emergência por conta das fortes chuvas.

“Estamos no final do exercício, portanto, num período onde normalmente não temos espaço para liberar recursos das emendas parlamentares de bancada. Mas diante da emergência da situação no interior baiano, solicitei ao presidente da Câmara essa flexibilização para que possamos encaminhar recursos que minimizarão os transtornos causados pela chuva e auxiliarão às famílias prejudicadas por essa catástrofe natural”, justificou Alex Santana.