Vereador critica esvaziamento da EJA





O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), ouvidor-geral da Câmara Municipal de Salvador, enviou um ofício ao secretário municipal de Educação, Marcelo Oliveira, cobrando esclarecimentos sobre o fechamento de turnos e turmas da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Além dessa manifestação, o parlamentar participou de uma mobilização, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB/Sindicato), professores, coordenadores pedagógicos e integrantes de comunidades escolares de diversos bairros, em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Educação, na Garibaldi.

“O secretário municipal de Educação precisa nos receber para apresentar dados técnicos que subsidiaram essa tomada de decisão. O fechamento de turnos e turmas vai implicar na evasão escolar dessa parcela da população, especialmente a parcela mais pobre. Sabemos que Salvador tem quase um milhão de analfabetos funcionais e é necessário valorizar e ampliar o alcance da EJA, enquanto isso a Prefeitura vai na contramão”, avaliou Augusto.

A manifestação também tratou do rateio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação e serviu para analisar a questão do calendário escolar. Conforme Augusto, a secretaria não levou em consideração o calendário aprovado pelos profissionais da área.