Tá chegando a hora da retomada





Por Zedejesusbarreto
A temporada 2022 do futebol baiano começa no próximo fim de semana, com a abertura do Campeonato Baiano. No sábado, 15, o Bahia de Feira, vice-campeão baiano, recebe o Tricolor da capital na Arena Cajueiro. No domingo, o Vitória joga em casa, no Barradão, contra o Juazeirense. Bom lembrar que o atual campeão baiano é o Atlético de Alagoinhas, treinado por Agnaldo Liz, e a competição tem 10 times, oito do interior do Estado.

**
Em busca de uma equipe
No Vitória, muita expectativa com a chegada de 14 novos atletas e o comando do treinador Dado Cavalcanti, ex-Bahia. Pra esquecer a temporada passada, quando o Leão nem chegou às finais do Baianão e terminou, no Brasileirão, caindo pra Série C. Renascer é preciso, tornando a fazer do Barradão sua toca, seu domínio.
- A grande contratação do Rubro-negro é o veterano meio-campista Jadson – aquele que faz tempo brilhou no Corínthians -, baixinho, meio gordinho, mas com boa técnica e visão de jogo. Esperamos que ainda aguente o repuxo.
- Chegaram essa semana que passou o zagueiro Álisson Cassiano, de 27 anos, ex-ABC de Natal, com a missão de comandar a zaga, e o atacante Guilherme Queiroz, centroavante de 31 anos, que vai brigar por posição com o velocista David, com Dinei (38 anos) e mais os avantes de beirada: Alisson, Hitalo, Erick, Luidy, Jeferson e Roberto.
- Dado tem a semana de treinamentos pra conhecer todos os atletas, chamar cada um pelo nome, e escalar um time, formar uma equipe. Demora um tempo, mas o calendário é bruto.
**
Em busca de paz e confiança
A semana que passou foi agitada, tumultuada nas hostes do Tricolor. E tudo, neste momento, que o Bahia mais precisa é de tranquilidade para retomar os rumos e a confiança. A temporada vai ser dura, difícil e a torcida está injuriada com a queda pra segundona e as trapalhadas da direção do clube.
- Nessa semana, membros da facção Torcida Uniformizada Bamor (vejam só o nome e as atitudes) saltaram muros e invadiram campo de treinamento Evaristo de Macedo, a Cidade Tricolor, em DIás D’ávila, ameaçando atletas, funcionários e dirigentes do clube. Acham que assim podem ajudar o time a sair do buraco?
- Na reapresentação no Bahia, meio da semana, aconteceu uma ‘polida coletiva’ de Bellintani, jogando lero: - a palavra é ‘comprometimento’, só fica quem quer, e com tudo reduzido, menos gastos, é segundona!
No mais, ninguém perguntou e ele “nem tchum”.
O torcedor do time “engajado” me ligou, cuspindo: “eu quero é bola, véi / na rede e sem var/ é gol ... ou nada!”
- Muitos atletas (derrotados) dando o fora, mais de um time, outros chegando, aos poucos, e aproveitamento de garotos da base. Vai ser assim. A grande esperança é a experiência e os conhecimentos de Guto ‘Gordiola’ Ferreira, no comando. Nas mãos dele a missão de armar uma nova equipe, com espírito vencedor.
- Esse Rossi é um enrosco. Postou dando adeus, diz que não é jogador de segundona, mas até agora nenhum time se interessou por ele, oferecido. Tem salário alto e um risco profissional, pela sua postura indisciplinada em campo; cartões e expulsões nos momentos mais impróprios. Certo, fez algumas partidas boas, uns golzinhos, mas de repente, sumia em campo e, quando machucou, foi um tempão pra voltar, de cara inchada. Disse um torcedor, apaixonado: “Ele se acha maior que o Bahia, mas não passa de um Gagé, piorado”. Eu, que vi Gagé jogar, ri.
- O Tricolor começa o Baianão, sábado próximo, com um time misto e desconhecido do torcedor, formatado com atletas que restaram da temporada passada mais alguns novos contratados. Uma incógnita. O portuga Bruno Lopes, auxiliar de Guto, no comando técnico da equipe.
- O time chamado titular só vai a campo no dia 22, pelo Nordestão, na Fonte Nova, contra o encardido Sampaio Corrêa.
- Bom lembrar que Bahia (atual campeão da competição) e Atlético de Alagoinhas (campeão baiano) são as equipes do estado na Copa do Nordeste. O Vitória está fora, não se classificou.
**
Saudades de um Ba X Vi?
Já tem data o primeiro BaVi do ano, um Vi x Ba, no Barradão, valendo pontos pelo Campeonato Baiano, dia 3 de fevereiro. Com ou sem torcida, depende da evolução da pandemia, claro.
- Pela tabela, dia 16, Vitória X Juazeirense; dia 23, Barcelona X Vitória; dia 30, Jacuipense X Vitória.
- O Tricolor estreia no dia 15 (sábado), contra o Bahia de Feira; o segundo jogo é contra o Unirb, dia 19.
**
Copinha SP
Bahia e Jacuipense são os times baianos ainda vivos na Copinha São Paulo, em curso. O Tricolor decide classificação na segunda-feira contra o Votuporanguense, no interior de São Paulo; basta um empate para seguir adiante. O time empatou na estreia e venceu (4 x 1) a segunda, contra o Monte Azul, mas não tem apresentado bom futebol coletivo.
-O Jacuipense surpreende; decide também classificação na segunda, contra o Fast Clube.
- O Vitória, tradicional equipe formadora de atletas, decepcionou, perdeu as duas primeira e está fora da competição, a despeito de ter levado a SP alguns atletas que já atuaram no time de cima. Que fase !
**
Feliz 2022 !
A semana promete.

**