Faltam craques e camisas





Por Zedejesusbarreto
Neste sábado começa o Campeonato Baiano 2022, sem atrativos. Oito equipes do interior, sem novidades, nenhuma grande atração, e a dupla Ba Vi da capital com plantel sem craques e, pior, metade dos atletas diagnosticados com Covid 19, em quarentena.

Os treinadores Dado e Guto estão cortando dobrado para tentar escalar as equipes, os arrumadinhos que vão estrear: o Tricolor no sábado à tarde contra o Bahia de Feira, na Arena Cajueiro, e o Leão em casa, domingo, contra o Juazeirense.
*
A tendência é que tenhamos, mais uma vez, uma competição sem público nas arquibancadas, até pelas restrições sanitárias por conta da pandemia, gramados ruins, ‘estádios’ com instalações e acomodações precárias, arbitragens infames... e jogos sem apelo, sem qualidade técnica, ruins de se ver.
A TV Educativa está prometendo mostrar, ao vivo, os principais confrontos de cada rodada. Mas o que leva público a estádio é o bom jogador, o craque, e a tradição da camisa.
*
A realidade é que, faz um bom tempo que não temos um craque no futebol baiano. Falo de Craque, tipo Douglas, Osni, Mario Sérgio, Roberto Rebouças, Pinguela, um Fischer, um Sanfellipo, um Zé Eduardo, Teotônio, Cleber Carioca, Paulo Rodrigues ... Cadê?
**
Saudosas camisas
Na verdade, o tal Baianão (ou Baianinho?) perdeu a graça com a queda de times de camisa, torcida e tradição como o Ypiranga (time do povo), o Galícia (granadeiro campeão), o Botafogo, o Leônico (campeão em 66). Lembro-me de craques e ótimos jogadores nessas equipes, Fonte Nova cheia pra vê-los em campo.
O Ypiranga de Marito, Izaltino, André, Mascote, Israel, Antonio Mário, Pequeno, Waldir ...
O Galícia de Adilson Paredão, Roberto, Apaná Suvela, Helio Nailon, Nelinho, Valença, Silvio Mário, Deri, Deco, Josias, Valtinho, Nelson, Enaldo, Carlinhos, Telê, Washington... Aymoré Moreira de treinador, vejam só.
O Botafogo de Leça, Tatuí, Flávio, Roliço, Zague, Lamarona, Lapão, Pitada... O Leônico de Cazumbá, Biguá, Petrônio, Bolinha, Careca, Gagé, Armandinho, Zé Reis, Geraldo ...
O Flu de Feira de Mundinho, Ubirajara, Ubaldo, Sapatão, Mario Braga, Merrinho, Delorme, Pinheirinho, João Daniel, Gilson Porto...
Sim, dava gosto de ver. O que temos hoje? Digo: Sem Ypiranga (meu amarelo e preto), sem o Clássico do Pote (Bahia x Botafogo), sem o time dos Galegos, sem o Leleco/Moleque Travesso do Paiva, sem os Touros do Sertão ... não veremos um Baianão que preste.
Mas... é o que temos.
*
Sujou com a Bamor
Uma turma da Torcida Uniformizada Bamor foi azucrinar na porta do edifício de barão onde mora o presidente Bellintani, que cometeu a besteira de acionar a ‘torcida’ na Justiça, com BO na delegacia e tudo, depois da invasão ocorrida no CT Evaristo de Macêdo, semana passada. Burrice, chamou pra brigar ao invés de tentar dialogar e chegar junto, agregar.
O Bahia, mais que nunca, precisa do torcedor apoiando, jogando junto com os atletas em campo. Ou ... teremos uma temporada de muitos infortúnios. Mais uma.
É muito salto alto, Bellintani. Baixe sua bolinha, o Bahia é um time de futebol, patrimônio da torcida. Caia na real.
**
Copinha
Bahia e Canaã seguem na terceira fase da Copinha São Paulo. A Jacuipense, que vinha bem, caiu para a Ponte Preta, com garfada feia da arbitragem favorecendo o time paulista.
O Tricolor pega, de novo, o Votuporanguense, com quem empatou na primeira fase, 1 x 1, com interferência também da arbitragem em favor dos donos da casa, interior paulista.
Vêm se destacando no tricolor o goleiro Gabriel, o lateral André, o meio-campista Hiago e os atacantes Raí e Everton. Olho neles.

**
Seleção de Tite
Já classificado com antecedência e folga na liderança da competição, o Brasil faz dois jogos (dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro) pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, que acontece em novembro. O primeiro jogo em Quito, contra o Equador e o segundo em BH/Minas Gerais, contra o Paraguai.

Tite convocou 26 atletas para esses dois compromissos, os primeiros de 2022. Eis a lista:
- Goleiros: Álisson, Éderson e Wéverton (nenhuma novidade).
- Laterais: Daniel Alves, Émerson/ do Tottenham, Alex Sandro e Alex Teles (o veterano Dani Alves, agora no Barcelona, de volta e a não convocação de Renan Lodi, sob alegação de que não tem vacinação completa contra Covid, mas vem jogando sem problemas pelo Atlético Madri).
- Zagueiros: Marquinhos, Tiago Silva, Militão e Gabriel Magalhães/Arsenal (novidade)
- Meiocampistas: Casemiro, Fred, Fabinho, Gerson, Bruno Guimarães, Paquetá, Everton Ribeiro e Phillipe Coutinho (que trocou recentemente a Espanha pela Inglaterra e nem vem atuando)
- Atacantes: Anthony, Vini Jr, Rodrygo, Raphinha, Matheus Cunha, Gabriel Jesus e Gabigol (acreditem).
Neymar está fora, até porque machucado desde o ano passado, sem jogar, fim de linha.
Foto: EC Bahia