Pandemia não está nem perto do fim, garante OMS





A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou os líderes mundiais de que a pandemia do novo coronavírus “não está nem perto do fim” e acrescentou que é provável que novas variantes continuem surgindo após a Ômicron.

“Esta pandemia está longe de terminar e com o incrível crescimento da Ômicron globalmente, novas variantes provavelmente surgirão, e é por isso que o rastreamento e a avaliação continuam críticos”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em um conferência de imprensa.

O alerta foi reforçado pela líder técnica da covid-19 da OMS, Maria Van Kerkhove, que disse que o vírus está “circulando em um nível muito intenso em todo o mundo”.

Ela pediu aos países que não abandonem as medidas de saúde pública, como distanciamento e mascaramento. “Esta não será a última variante de preocupação”, disse ela.

Variante Ômicron
A OMS vem reforçando que a variante Ômicron não deve ser classificada como leve. Segundo Tedros Adhanom, esse pensamento tem feito as pessoas considerá-la como uma ameaça menor, ignorando o impacto no sistema de saúde e os óbitos.

“Não se engane, a Ômicron está causando hospitalizações e mortes — e mesmo os casos menos graves estão enchendo as unidades de saúde”, disse Tedros.

Os avisos surgem quando alguns governos sugerem que podem tratar a covid-19 como uma doença endêmica , que é regularmente encontrada entre pessoas como um vírus de resfriado ou gripe.

Tedros ainda alertou que “com o incrível crescimento global da Ômicron, é esperado o surgimento de novas variantes e é por isso que o rastreamento e a avaliação permanecem críticos.

“Continuo particularmente preocupado com muitos países que têm baixas taxas de vacinação, pois as pessoas correm muito mais risco de doenças graves e morte se não forem vacinadas”, acrescentou.

Não é hora de baixar a guarda
As medidas de segurança não devem ser abandonadas, mesmo com o avanço da vacinação. A higiene das mãos e o uso de máscaras de proteção continuam sendo armas poderosas contra o vírus. Além disso, é importante evitar aglomerações sempre que possível, já que a variante Ômicron se espalha com muita facilidade.
Foto: Pixabay/Colina