Com um futebol vexaminoso Bahia arranca empate com Unirb





Por Zedejesusbarreto
Um golzinho de pênalti já nos derradeiros minutos dos acréscimos deu o empate ao Bahia (1 x 1), em casa, diante de sua machucada e irritada torcida, contra o Unirb. Gol que salvou o time de um vexame ainda maior mas não evitou as vaias, merecidas, no final. Um Tricolor irreconhecível, desarrumado, com jogadores fracos de fundamentos e sem nenhuma inspiração. Um Bahia ridículo em campo e um Unirb voluntarioso, com muito mais vontade de ganhar. Preocupante.

*

Na Fonte Nova

Noite limpa de verão, lua gorda, calorão, pouca gente nas arquibancadas (cerca de duas mil criaturas)...

- Um Bahia mesclado, com atletas que nunca atuaram no gramado da Fonte, outros de volta recuperados da Covid, alguns até rodados, vários estreantes, expectativas e o treinador luso Bruno Lopes no banco. O Unirb, que faz sua segunda temporada de Baianão, também enfrentou problemas na preparação e empatou na estreia com o calouro Barcelona de Ilhéus.

Jogo de abertura da 2ª rodada do Campeonato Baiano 2022. O Unirb de branco, o Bahia com seu padrão tri-colorido/listras verticais.

- Com a bola rolando...

O Bahia começou tentando se impor, com a iniciativa, mais posse de bola e com suas linhas avançadas, mas o Unirb dificultava, marcando forte. Muitos passes errados, nível técnico baixo e desentrosamento evidente, lá e cá. Cravados 20 minutos e nenhum chute a gol.

- Aos 21’, depois de um cruzamento alçado e bola mal rebatida pela defesa visitante, Thayllon ficou com o rebote na área e bateu de frente, rasteiro, para boa intervenção do goleiro Marcão. Aos 25’, após mais um passe errado no meio campo tricolor, o Unirb armou contragolpe pela esquerda e Carlinhos perdeu a chance clara de abrir o placar, na pequena área, atrapalhando-se com a bola. Aos 30’ Thalysson tentou, fora do alvo, e aos 41’, outra chance perdida pelo ataque do Bahia, com o goleiro adversário fora do gol, já batido. Daí ... quem não faz, toma.

- Gol ! 1 x 0 Unirb, Bádio, aos 42’. Em outra jogada errada do meio-campista Miquéias, Mucuri agradeceu, roubou a bola, invadiu, a zaga tricolor lenta só espiando, o passe enfiado e o centroavante disparou de frente para o goleiro, um tiro rasteiro, acertando o canto.

Uma primeira etapa em que o Bahia teve a bola, mas não soube o que fazer com ela. Atacou mas não finalizou, errou muitos passes e mostrou um meio campo ruim de técnica, individual e coletiva. Alguns atletas com atuação abaixo da crítica, como Miquéias, Luizão... mais os laterais Borel e Luis Henrique, que nada mostraram. O 1 x 0 foi o castigo.

*

Nos vestiários, mudanças do treinador Bruno Lopes: em campo, Luis Felipe, Oscar Ruiz e Lucas Araújo (saíram Borel, Thayllon e Jeferson Douglas). Inferiorizado no placar, jogando em casa e diante de seu torcedor, exigente, o Tricolor foi todo pra cima, mesmo que desordenadamente. O Unirb fechadinho, só arriscando na boa, no contragolpe, no erro adversário.

- Aos 6’, Miqueias entrou livre, poderia ter passado a bola, preferiu decidir sozinho e errou o alvo. Aos 7’, entrou o rodado Cirino, estreante, há um ano e dois meses sem jogar, e saiu Gregory (Bahia). A equipe do interior já preocupada em travar o ritmo, ganhar tempo. E o Tricolor sem nenhuma inspiração. Aos 18’, Oscar Ruiz arrancou e arriscou de fora, rasteiro, fora do alvo.

- Aos 28’, Marcelo recebeu de Cirino, de cara, e perdeu, bateu em cima do goleiro. Aos 34’, num contragolpe, o Unirb desperdiçou a chance de ampliar. E o Bahia, mesmo jogando bolinha de gude, achou um jeito ...

Aos 49’, Miquéias cruzou da esquerda, linha de fundo, e o zagueiro meteu o braço na bola; o árbitro marcou pênalti.

- Gol ! 1 x 1, Lucas Araujo bateu mal o pênalti, o goleiro rebateu, mas o meia testou o rebote, no canto, aliviando um pouco o vexame.

*

Destaques

A boa postura coletiva e determinada da equipe de Cruz das Almas, bem mais arrumada em campo, com uma estratégia definida.

No Bahia, uma zaga lenta, laterais sem criatividade ofensiva, meio campo tecnicamente ruim, atacantes pouco inspirados. Muitos erros de passe. Ruiz e Lucas Araújo entraram na segunda etapa, com mais vontade.

*

Escalações

- Bahia : Denis Jr, Borel (Luis Felipe), Guilherme, Felipe Torres e Luis Henrique (Breno); Miquéias, Luizão e Jeferson Douglas (Lucas Araujo); Gregory (Cirino), Marcelo Ryan e Thayllon (Oscar Ruiz). Treinador, Bruno Lopes.

- Unirb : Marcão, Carlinhos, Thuram, Maycon e Marcelo; Biro, Eduardo (Serra) e Mucuri; Badio (Gabriel), Rodrigo Rocha e Luizinho (Kiki). Treinador, Lorival Santos.

Arbitragem sem VAR com Reinaldo Silva de Santana no apito.

**

A segunda rodada segue. Em Cruz das Almas, Doce Mel x Atlético Alagoinhas (21h30).

No sábado, Vitória da Conquista x Bahia de Feira.

No domingo: Barcelona de Ilhéus x Vitória (Arena Cajueiro); Juazeirense x Jacuipense.

**

Nordestão

Com a equipe tida como titular, sob o comando de Guto Ferreira, o Bahia (atual campeão da competição) estreia na Copa do Nordeste (a Lampions League), na Fonte Nova, sábado, contra o Sampaio Corrêa. O torcedor de orelha em pé.

**

Foto: EC Bahia