Subúrbio ganha nova unidade da Fundação Cidade Mãe





A região do Subúrbio da capital baiana ganhou uma nova unidade da Fundação Cidade Mãe (FCM), desta vez entre os bairros de Plataforma, Lobato e São João do Cabrito. Situado na Rua São João, s/n, o Centro de Convivência Socioassistencial (CCS) Jardim Primavera foi inaugurado nesta segunda-feira (16), em cerimônia que contou com as presenças do prefeito Bruno Reis e da presidente da FCM, Isabela Argolo, dentre outros gestores municipais.

 

"Tudo que apresentamos esta manhã é fruto de um trabalho organizado. Este centro social ajudará a salvar a vida de muitas crianças. Vamos atender 200 delas, que terão educação em tempo integral, vindo pra cá no contraturno das aulas, aprender o complemento do que têm acesso na escola. Costumo dizer que ao mudar a cidade, mudamos a vida das pessoas. E com um equipamento como este, mudamos a vida das crianças", destaca Bruno Reis.

 

A unidade foi instalada através de um convênio firmado com a Igreja Batista Jardim Primavera, responsável pelo espaço. A estrutura conta com dois andares, refeitório, sala de coordenação, quatro salas de atividades, copa, laboratório de informática e banheiros.

 

O CCS Jardim Primavera atenderá crianças e adolescentes com idades de 7 a 17 anos, e oferecerá oficinas de música, dança, informática, reforço de português e matemática no contraturno escolar, além de curso de auxiliar administrativo. O investimento anual para as atividades é de R$ 990 mil.

 

A presidente da FCM, Isabela Argolo, lembrou que a unidade tem como foco o bem-estar dos jovens e a integração com a sociedade. Ela ressaltou que a iniciativa segue a premissa de que ações em conjunto, neste caso realizado em parceria com a Igreja Batista da localidade, resultam em redução de custos e potencialização dos resultados.

 

“Este tem sido nosso foco, já pensando em ações em conjunto com a comunidade. A região ainda registra altos índices de violência contra crianças e adolescentes. Então, buscamos trazer proteção, cuidado e esperança para elas, com oficinas no contraturno escolar, com aulas de música, dança, centro digital, qualificação profissional para as famílias, dentre outras", destacou Isabela.

 

Rede socioassistencial – Ao todo, Salvador já possui seis Centros de Convivência Socioassistencial, instalados em Brotas, Chapada do Rio Vermelho, Piatã, Periperi e Saramandaia, além do Jardim Primavera. Com isso, o número será ampliado de 1.140 para 1.340 crianças e adolescentes em situação de risco social que realizam atividades na FCM.

 

Além das CCS, a Fundação Cidade Mãe também possui as Unidades de Acolhimento Institucional (UAI), destinadas a crianças e jovens afastados provisoriamente do convívio familiar por determinação judicial. Estas estruturas funcionam no Bonocô, Jardim Baiano, Matatu e Jardim das Margaridas.

Via: SECOM Pref. Salvador