Vitória perde outra em casa e vai afundando





Por Zedejesusbarreto
Um Vitória apático, um Leão sem garras em campo, sem confiança, e mais uma derrota amarga no Barradão (0 x 1 Botafogo da Paraíba). O time não evolui, não consegue fazer gols e continua bobeando atrás. Um placar péssimo, que complica ainda mais a situação do time na competição: finda a 6ª rodada, o Vitória só tem 4 pontos ganhos e continua na zona de baixo, com risco de rebaixamento para a Série D, a quarta divisão, uma indignidade para a história do rubro-negro baiano. Preocupante, o torcedor não acredita.

A briga, agora, será pra não cair.

**

No Barradão

- O Vitória já entrou em campo com o peso de estar no 18º lugar, com apenas 4 pontos ganhos, e só ter feito 3 gols até então. Nada mudou. O Botafogo de João Pessoa em 8º lugar com 9 pontos ganhos em três triunfos, mirando o alto da tabela. Chegou aos 12 pontos, subiu.

- O fato é que desde 2017 só dá o Bota da Paraíba no confronto direto. A equipe veio da Paraíba cheio de desfalques, poupando jogadores para a final do Estadual, com um mistão. E venceu, mesmo assim.

- A chuva caiu logo que as equipes entraram em campo. Menos de 5 mil nas arquibancadas.

*

Bola rolando ...

- O Leão começou com pressa, no ímpeto, querendo se impor em casa, precisando vencer, lançando-se ao ataque. O time paraibano fechadinho, bem arrumado, apostando no contragolpe em velocidade. Por volta dos 20 minutos, num lance de bate e rebate na área visitante, a torcida do Leão pediu pênalti (bola no braço do defensor caído) mas o árbitro não apitou nada.

Jogo aberto, lá e cá, sem predominâncias, muitas tentativas em bolas alçadas e chutes de longa distância. Correria, suor, vontade e poucas tramas.

No baba, o Vitória era mais ofensivo, mas não conseguia finalizar bem. Aos 30’, quase o Bota abriu o placar, após cobrança de escanteio e cabeçada de Gabriel; o goleiro Lucas Arcanjo salvou. Aos 45’, Dionísio teve boa chance, mas a zaga travou na hora do arremate final.

O primeiro tempo terminou sem gols e com a chuva castigando o gramado e o torcedor nas arquibancadas. Um espetáculo pobre de jogadas e emoções.

*

Logo que recomeçou ...

- Gol ! 1 x 0 Botafogo, Adilson Bahia, aos 30 segundos. A defesa baiana deu mole, cochilou, Nadson bateu falta rápido e Adilson recebeu livre na área, tocando na saída do goleiro, abrindo o placar. Bobeira geral.

O Botafogo, com a vantagem, mais tranquilo, trocando passes, gastando tempo e o Vitória no desespero, errando passes, intranquilo. O Leão sentiu a pancada, ficou azoado. O ‘belo’ da Paraíba fechadinho, administrando a vantagem.

- Aos 20’, Dionísio bateu bem da entrada da área, o goleiro espiou, a bola passou lambendo a trave. O Leão foi aos poucos se assentando, tentando retomar o ritmo, buscando o empate. Aos 24’, Eduardo, que entrou bem, arrematou de longe, o goleiro Vitor espalmou. Aos 31’, quase o Bota/PB ampliou. Na sequência, Rafinha tentou outra de fora, o goleiro paraibano catou.

Um Leão ansioso com o relógio girando e já sem forças para aquela pressão final. O torcedor inquieto e injuriado, vaiando, a chuva maltratando, e o árbitro acrescentou 5 min ao tempo regulamentar. Eduardo, sempre ele, quase empatou antes do apito final. Mas nem o empate saiu, mais um jogo sem conseguir marcar.

Decepção e temor de mais uma desclassificação.

*

Escalações

- Vitória do treinador Fabiano Soares: Lucas Arcanjo, Iury (Bolt), Danilo Cardoso, Mateus Moraes e Sánchez; João Pedro, Dionísio (Rafinha, estreante), Miller (Roberto); Luidy (Thiaguinho), Queiróz (Eduardo) e Alisson.

- Botafogo PB do treinador Gerson Gusmão: Vitor, Adilson, Camilo, Jonatha e Lucas Gabriel; Elias, Tinga, Felipe e Nadson; Leilson (Leandro) e Treles. (Mais Edvan, Grafite, Pablo e Anderson)

- Arbitragem de Rondônia, sem VAR. No apito, Jonathan Antero Silva.

*

Pela 7ª rodada, o Vitória recebe o lanterna Confiança, domingo, dia 22, 17 h, no Barradão.

**

Pela Série B, o Bahia pega a Ponte Preta de Campinas na noite de sexta-feira, dia 20, às 21h30, pela 8ª rodada.

*

Na noite de quarta, pela Copa do Brasil sub-17, Bahia 3 x 0 Fortaleza.

**

Se cuida, Bahia !

Depois da arbitragem safadinha e caseira do paulista Clauss em São Januário (Vasco 1 x 0 Bahia) a CBF age de forma a deixar bem claro que tudo fará e tudo permitirá para a subida do time carioca.

Bahia e Sport entraram com protesto oficial contra a mudança do jogo Guarani x Vasco, de Campinas para Manaus. Entendem a permissão como favorecimento ao cruzmaltino, que terá mais de 90% da torcida nas arquibancadas, apoiando-o.

Ednaldo continua o mesmo. Acorda, Bellintani! Osório dizia: “Jogo se ganha em campo, títulos se ganha fora”.

 

**

Foto: EC Vitória