DOIS IRMÃOS





Por Henrique Ribeiro
Diana e Denis eram irmãos gêmeos, mas o menino era o cão de camisolão, mal tratava a irmã diariamente. Ela passou a ter medo dele por que quando se queixava aos pais, o irmão era repreendido e ficava pior em relação a ela. Era comum derrubá-la do cavalo, puxar o cabelo e beliscá-la, não deixando-a em paz. Cresceram na fazenda mas os hábitos do irmão em relação a irmã só pioravam.

Um determinado dia, ela o surpreendeu fazendo sexo com a empregada e passou a ter um pouco de paz por que o ameaçou a contar para seus pais.

Para felicidade dela, ele resolveu ir de vez aventurar-se na Europa e desapareceu. Só assim Diana teve alguma coisa parecida com a paz, mas sempre sonhava com as diabruras do irmão em verdadeiros pesadelos.

Denis rodou vários países da União Europeia, nunca ficava muito tempo em cada país, exceto na Itália devido a sua amizade com Ciro. Ele era um terror com as mulheres, chegou a ser preso na Itália por agressão a namorada Gioconda. Esta engravidou dele e ele obrigou-a abortar, ela abortou, se arrependeu por que era católica e se separou dele para sempre.

Diana viveu com os pais até a morte dos mesmos que morreram desgostosos com o filho ingrato e desaparecido. Ela vende a fazenda que morava com os pais, contando com a ajuda André, um corretor que tinha uma queda, não correspondida, por ela. Ela abre uma imobiliária e entrega a André para administrá-la.

Viaja de férias para a França e por coincidência, encontra-se com um brasileiro, Enrico, descendente de italiano que vive por lá. Começam a namorar e depois ela volta para o Brasil. O namorado apaixonado, depois de algum tempo, não aguentando a saudade de Diana, volta ao Brasil, a procura da mulher amada. Ela revela para ele o trauma psíquico que o malvado e desaparecido irmão lhe causou e os pesadelos que ainda tem com o mesmo. Ele dá o maior apoio a ela e recomenda um tratamento psicoterapêutico que ela faz, mas sempre vive com o fantasma do retorno do irmão.

Denis retorna ao Brasil e procura a família, descobre que os pais faleceram, que sua irmã vendeu a fazenda e foi para a Europa.

Ele se envolve com uma garçonete de uma lanchonete, a Creuza que é a paixão de Davi, este fica com muito ciúmes e promete matá-lo, mas Denis não acredita.

Denis procura o atual dono da fazenda, Antonello que comprou, transformou-a em hotel-fazenda e tenta descobrir onde está a irmã pensando em receber parte da herança.

Diana resolve levar Enrico para conhecer a fazenda onde viveu na infância e lá descobre que o irmão voltou e está a sua procura, na volta para a cidade onde mora passa por um tumulto e descobre que naquele exato momento, um brasiliano foi esfaqueado pelo ex-namorado da atual namorada dele.
Ela descobre que o brasiliano esfaqueado é o irmão dela. Ele gravemente ferido ainda a reconhece a irmã, Denis é levado ao hospital por um serviço de ambulância, mas não resiste.

Diana, Enrico e Creuza providenciam o enterro do mesmo e juram fazer justiça prendendo o Davi, assassino.

Diana e Enrico se casam e ela passa a ter a paz que até então nunca tinha tido.
(Inspirado em N.X.A.)