Sábado da vacina: imunizantes contra covid, poliomielite, gripe e dengue são ofertados em 45 pontos de Salvador

No momento você está vendo Sábado da vacina: imunizantes contra covid, poliomielite, gripe e dengue são ofertados em 45 pontos de Salvador

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Salvador, atenta à chegada do inverno e dos festejos juninos, que geram aglomeração, segue com a aplicação das vacinas contra covid XBB e influenza neste sábado (15). Os imunizantes contra poliomielite e dengue também serão ofertados nos 45 pontos da cidade, entre unidades de saúde, Shoppings, Home Center, igreja e no programa Saúde nos Bairros, localizados nos 12 Distritos Sanitários.

De acordo com as estratégias, os públicos-alvo são: Poliomielite – Vip e Vop para crianças de 2 meses a 4 anos 11 meses e 29 dias; Dengue – para crianças e pré-adolescentes de 10 a 14 anos; Influenza/gripe – para os grupos prioritários e a população geral a partir de 6 meses de idade. Tanto a vacina contra gripe para crianças menores de 12 anos, quanto o imunizante contra a dengue são aplicados EXCLUSIVAMENTE nos postos de saúde. Para se vacinar é preciso apresentar documento de identificação com foto e cartão SUS.

Formam os grupos prioritários para a Vacina Covid XBB as pessoas de 60 anos ou mais; pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILPI e RI) e seus trabalhadores; pessoas imunocomprometidas; Indígenas, Ribeirinhos e Quilombolas; Gestantes e puérperas; Trabalhadores da Saúde; Pessoas com deficiência permanente; Pessoas com comorbidades; Pessoas privadas de liberdade (≥ 18 anos) e Funcionários do sistema de privação de liberdade; Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas; e Pessoas em situação de rua.

A coordenadora de imunização da SMS, Doiane Lemos, destaca que estar vacinado para o período de chuvas e festas populares é imprescindível .”O São João e o inverno, que acontecem na mesma época do ano, são dois fatores que contribuem para a maior circulação dos vírus. A vacina é a ferramenta mais eficaz que temos para evitar o contágio e para diminuir os sintomas das doenças, evitando mortes que são preveníveis justamente porque temos imunizantes com a eficácia comprovada.”